ESTÁ AQUI: INÍCIO | Destaques
| MAPA DO SITE | EMAIL | PROCURAR
SECRETÁRIO DE ESTADO DA CULTURA
Voltar à pagina de entrada!

Castelo de Santiago do Cacém

Brincas de Évora

Mosteiro de Santa Maria de Flor da Rosa

Castelo e Igreja Matriz de Viana do Alentejo

Évoramonte

Castelo da Amieira do Tejo

Castelo de Belver

Villa Romana de Torre de Palma

Villa Romana de S. Cucufate

Jangada de São Torpes

Estatuto dos Profissionais da Área da Cultura

Mosteiro de Santa Maria de Flor da Rosa

Miróbriga

Castelo de Viana do Alentejo

Sé de Évora

Profs_cultura_estatuto1_banner22

Villa Romana de Torre de Palma

Castelo de Evoramonte

Sé de Évora

Templo romano de Évora

Castro da Cola (Ourique)

Castelo da Amieira do Tejo

Gruta do escoural

Centro Interpretativo do Castro da Cola (Ourique)

Abóbada da Basílica Real de Castro Verde

Viola Campaniça

Grupo Cubenses Amigos do Cante

Castelo de Viana do Alentejo

Miróbriga

Castelo de Arraiolos

 

Sé de Évora

cavalo pintado

cultura_estatuto_profissionais22

Bonecos de São Bento do Cortiço

Villa Romana de S. Cucufate

Castelo e Igreja do Salvador (Arraiolos)

Destaques
Imprimir documento


Conferência e oficina em Aljezur, no âmbito do Magallanes _ICC - 23 e 28 set.
21-09-2022
Conferência e oficina em Aljezur, no âmbito do Magallanes _ICC - 23 e 28 set.

Teresa Nobre de Carvalho será a oradora da conferência "As plantas dos descobrimentos e o seu impacto no Algarve", que terá lugar na sexta-feira, dia 23 de setembro, entre as 17h30 e as 19h30, na Junta de Freguesia de Aljezur, para abordar as mudanças provocadas pela chegada ao continente europeu de plantas e produtos vegetais exóticos e desconhecidos.

no dia 28, entre as 18h30 e as 20h30, na sede da Tertúlia Associação Sócio-cultural de Aljezur, numa oficina criativa de design territorial, a designer Alexandra Santos aponta alguns caminhos para utilizar a história como elemento ativo num processo criativo.

As viagens marítimas dos séculos XV e XVI deram a conhecer novos territórios, aproximaram os continentes e possibilitaram o aparecimento ou difusão na Europa de novos produtos e ingredientes culinários, que na altura despertaram curiosidade e estranheza, mas que acabaram por ser assimilados na nossa cultura, de tal modo que hoje não imaginamos a nossa cozinha sem a presença de alguns deles.

Esta é uma história fascinante que exprime eloquentemente o conceito de globalização, relacionando povos, produtos, descobertas e culturas, proporcionando igualmente a oportunidade de aprofundar o conhecimento da história do Algarve nos últimos 500 anos.

Tendo como mote o conhecimento histórico partilhado neste encontro, tal como da sua relação com o território dos Lugares de Globalização, a comunidade ligada às Indústrias Culturais e Criativas terá oportunidade de participar numa oficina criativa, onde se utilizarão técnicas de design territorial com o objetivo de estimular o surgimento de novas ideias a aplicar na criação e/ou desenvolvimento de produtos ou serviços no âmbito das ICC, respondendo aos seus desafios particulares no campo da comunicação, divulgação e comercialização ao público.

A oficina permitirá igualmente compreender como o desenvolvimento deste tipo de produtos, no âmbito das ICC, pode contribuir para a valorização da identidade local e do território como um todo, tornando-o mais atrativo e interessante, quer para residentes quer para visitantes. Por outro lado, pretende-se igualmente demonstrar como a divulgação do conhecimento científico, neste caso o conhecimento histórico, pode ser uma base sólida para o florescimento destas ideias e ponto de partida para oportunidades de negócio no setor cultural e criativo.

Estas serão as próximas atividades promovidas pela Direção Regional de Cultura do Algarve no âmbito do projeto Magallanes_ICC, no sentido de estimular a criação de produtos e/ou serviços no âmbito das ICC, ligados à temática da "participação algarvia no empreendimento da expansão marítima dos séculos XV e XVI", no território dos Lugares de Globalização, correspondente aos concelhos de Monchique, Vila do Bispo, Aljezur, Lagos e Silves.


A participação na conferência é gratuita, mas aconselha-se a inscrição prévia para efeitos de gestão da atividade. No caso da oficina criativa, a inscrição é obrigatória.

Os interessados podem contactar a organização através do endereço algarve.magallanesicc@gmail.com ou do nº 964 782 462.

Mais informação

[ voltar ]

 

 

ADECORRER

RELATÓRIO "Strengthening cultural heritage resilience for climate change"Serviço "Filmar em Portugal"Estudo "CULTURA NO PÓS ALENTEJO-2020""Covid@Alentejo, olhares" tem plataforma disponível sobre o projetoPrograma Educação Patrimonial 2022Aromas que nos guiam Évora Património - Fotografias de Artur PastorEstatuto dos Profissionais da Área da CulturaANTROPOCÉNICA - Propostas para apresentação de comunicações



EMAGENDA

<setembro de 2022>
domsegterquaquisexsáb
28
29
30
31
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
1
2
3
4
5
6
7
8
 


SUBSCREVANEWSLETTER

Quer receber as nossas notícias?
Registe-se