ESTÁ AQUI: INÍCIO | Destaques
| MAPA DO SITE | EMAIL | PROCURAR
SECRETÁRIO DE ESTADO DA CULTURA
Voltar à pagina de entrada!

Castelo da Amieira do Tejo

cavalo pintado

Castro da Cola (Ourique)

Castelo de Santiago do Cacém

Castelo de Viana do Alentejo

Templo romano de Évora

Jangada de São Torpes

Castelo de Arraiolos

Sé de Évora

Villa Romana de S. Cucufate

Villa Romana de Torre de Palma

 

Abóbada da Basílica Real de Castro Verde

Castelo e Igreja Matriz de Viana do Alentejo

Viola Campaniça

Miróbriga

cultura_estatuto_profissionais22

Castelo da Amieira do Tejo

Grupo Cubenses Amigos do Cante

Estatuto dos Profissionais da Área da Cultura

Centro Interpretativo do Castro da Cola (Ourique)

Villa Romana de S. Cucufate

Castelo de Viana do Alentejo

Castelo de Belver

Mosteiro de Santa Maria de Flor da Rosa

Villa Romana de Torre de Palma

Mosteiro de Santa Maria de Flor da Rosa

Castelo e Igreja do Salvador (Arraiolos)

Sé de Évora

Brincas de Évora

Évoramonte

Bonecos de São Bento do Cortiço

Sé de Évora

Miróbriga

Castelo de Evoramonte

Gruta do escoural

Profs_cultura_estatuto1_banner22

Destaques
Imprimir documento


Terras sem Sombra em Montemor-o-Novo - 9 e 10 de dezembro
06/12/2023
Terras sem Sombra em Montemor-o-Novo - 9 e 10 de dezembro

No fim de semana de 9 e 10 de dezembro, por ocasião da visita ao concelho de Montemor-o-Novo, a 19.ª temporada do Festival Terras sem Sombra (TSS) propõe um périplo repleto de histórias e significado, ao encontro da arquitetura civil e religiosa - e de tudo o que encerra de ornamental. Além do património, o momento musical estará entregue ao italiano Ensemble Micrologus, e a iniciativa dedicada à salvaguarda da biodiversidade, promove a deslocação a um território classificado na Rede Natura 2000, a freguesia de Cabrela. A apresentação do TSS em Montemor-o-Novo conta com a parceria do Município local, da Embaixada de Itália, do Instituto Italiano de Cultura e da Direção Regional de Cultura do Alentejo.

Dia 9 de dezembro, às  21h30,  a   Igreja da Misericórdia, monumento do século XVI acolhe o Ensemble Micrologus.

O concerto destaca, entre outras peças, obras da autoria de Araldi Peroscini, Jean Japart, Alexander Agricola, Giovanni Ambrosio e Bartolomeo Tromboncino.
"L'Arte Gentile e l'Armonia Splendida: A Música Renascentista em Itália na Época de Signorelli e Perugino", leva ao público montemorense, um agrupamento nascido em 1984. Após inúmeras participações no Calendimaggio de Assis, Patrizia Bovi, Adolfo Broegg, Goffredo Degli Esposti e Gabriele Russo decidiram fundar o Ensemble Micrologus. Desde então, conceberam mais de 20 espetáculos distintos e representações teatrais, em muitos países europeus e no Japão. De sublinhar que utilizam cópias rigorosas de instrumentos antigos: viola da braccio, lira da braccio, ribeca, zufolo, tamburina, buttafoco, etc. Em cada ano, preparam um ou dois novos espectáculos sobre temas específicos, alternando entre música sacra e profana - do século XII ao século XV -, além de encomendas de festivais europeus. Participam regularmente em projetos de teatro, dança e cinema e trabalham com muitos artistas de monta da cena musical contemporânea. Em mais de 30 anos de existência, editaram já 28 discos e foram galardoados duas vezes com o prémio Diapason d'Or de l'Année, em França.

A anteceder o concerto, na tarde desse mesmo dia, às 15h00, realiza-se a habitual visita ao património. Tendo como ponto de encontro a Câmara Municipal (Largo dos Paços do Concelho), os participantes na atividade vão percorrer algumas das mais interessantes praças e artérias de Montemor-o-Novo. "Tesouros Escondidos à Vista de Todos: Artes Decorativas no Centro Histórico da Cidade - Montemor-o-Novo" convida a conhecer um tecido urbano que conserva vários traços artísticos e arquitectónicos que são herdeiros não só da posição geográfica que ocupa, mas, sobretudo, das gentes que ali permaneceram e permanecem. A visita permite aos participantes conhecer melhor a realidade de Montemor-o-Novo, a sua evolução e as suas vivências. Uma jornada vespertina, a culminar junto à ermida de São Lázaro, e que se detém em marcas culturais da Idade Média ao século XXI.
O périplo terá como guias a historiadora de Arte Filomena Caetano Ribeiro, autora de uma tese de mestrado sobre o Património de São João de Deus em Montemor-o-Novo; e o arqueólogo Gonçalo Lopes, com larga experiência em projetos de arqueologia de salvamento.

Dia 10 de dezembro, às 9h30, na sua tríplice dimensão, o TSS acolhe como habitualmente uma ação de salvaguarda da biodiversidade, com uma visita sob o tema "Cabrela: Um Sítio Classificado a Descobrir". O ponto de encontro é no Teatro Curvo Semedo (Montemor-o-Novo) e o transporte é assegurado. A atividade, orientada por António Mira, professor catedrático da Universidade de Évora, propõe aos participantes a redescoberta numa freguesia que, historicamente, se apresentou como sede de concelho entre os séculos XII e XIX. O lugar deverá o seu nome ao facto de, em tempos remotos, ali ter proliferado a cabra selvagem. Hoje, este território guarda importantíssimos traços do património natural. Numa região classificada como Rede Natura 2000, predominam as áreas de montado, sobretudo de azinho e sobro, entrecortadas por vales de acentuado declive, povoados de medronhais. As linhas de água, tomadas por galerias ripícolas, acolhem uma fauna e flora diversa.


O Festival Terras sem Sombra encerra a sua 19.ª temporada no concelho de Sines a 16 e 17 de dezembro.

 


Mais informações:
Facebook: https://www.facebook.com/terrassemsombra
INSTAGRAM: https://www.instagram.com/terrassemsombra/
https://terrassemsombra.pt/programacao-geral-2023

[ voltar ]

 

 

ADECORRER

DRCAlentejo mantém Certificação do seu Sistema de Gestão da QualidadeGUIA DOS INSTRUMENTOS DE FINANCIAMENTO DE PROJETOS CRIATIVOSPrémio Literário Joaquim Mestre - 4.ª edição: candidaturasPatrimónio ao Alcance de Todos Internet Segura: #LerAntesClicarDepoisÉvora, e o Alentejo, serão Capital Europeia da Cultura em 2027Documentário "Michel Formentelli" RELATÓRIO "Strengthening cultural heritage resilience for climate change"Serviço "Filmar em Portugal"Estudo "CULTURA NO PÓS ALENTEJO-2020""Covid@Alentejo, olhares" tem plataforma disponível sobre o projetoPrograma Educação Patrimonial 2022Estatuto dos Profissionais da Área da Cultura



EMAGENDA

<fevereiro de 2024>
domsegterquaquisexsáb
28
29
30
31
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
1
2
3
4
5
6
7
8
9
 


SUBSCREVANEWSLETTER

Quer receber as nossas notícias?
Registe-se